“Invejo a burrice, porque é eterna”.

“Invejo a burrice, porque é eterna”.

“Invejo a burrice, porque é eterna”.

Nenhum comentário em “Invejo a burrice, porque é eterna”.
0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 0 Flares ×

O “Mito” afirmou ontem (19/11) que dará “cartão vermelho” para a presidente do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), Maria Inês Fini.

Considerou, ainda, que a partir de 2019, quando estará no comando do país, ele terá acesso prévio (!) aos exames do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio).

Ele não permitirá qualquer laivo “marxista” nas provas, porque isso que “trava o Brasil”. (Pergunto: Se houver pensamentos de extrema-direita, então estará tudo certo?)

Curioso que ele não tem a menor ideia do que seja keynesianismo, tampouco liberalismo. Ele não tem noção basilar da macroeconomia e seus pressupostos. Não sabe o que representa a Escola de Chicago. Ele reconhece isso!

Tanto que no que concerne ao campo econômico, ele delegou toda a pasta ao seu insigne guru, Paulo Guedes.

Teve a “humildade” de reconhecer a sua pequenez!

Contudo, na área da Educação, este senhor se sente capacitado a questionar a presidente do INEP e as questões ínsitas no ENEM.

Seus complexos em relação aos “dialetos LGBT” (!), encorajam-no a se tornar da noite para o dia “doutor em educação” e, portanto, gabaritado para analisar previamente o ENEM!

Primeiro, são lamentáveis os  termos chulos e deselegantes utilizados pelo presidente eleito em relação a Maria.

Segundo, suas ações corroboram a estupidez acachapante que ele detém no campo educacional (também).

Por fim, o desejo de analisar previamente o ENEM constitui, mais uma vez, a ratificação da sua ignorância, porque é algo ilegal; restrito a pouquíssimas pessoas, justamente para garantir a lisura do certame e a possibilidade de rastreabilidade, caso haja vazamento.

Nelson Rodrigues disse: “Invejo a burrice, porque é eterna“.

Talvez, se ele tivesse conhecido Bolsonaro, a frase seria reescrita.

 

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 0 Flares ×

Deixe um comentário

Redes Sociais

Back to Top

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 0 Flares ×